Na tarde dessa quinta-feira, 04/05, aconteceu um Seminário com os estudantes do segundo ano de medicina da Universidade Estadual de Feira de Santana sobre Coleta Seletiva e Reciclagem de Resíduos Sólidos. Uma iniciativa em parceria com o Ecobairro e participação das Secretarias Municipal de Serviços Públicos e de Meio Ambiente e Recursos Naturais, juntamente com a COOBAFS – Cooperativa de Badameiros da Cidade de Feira de Santana.

Essa iniciativa surgiu por conta de uma pesquisa que os estudantes de medicina da UEFS fizeram no bairro Papagaio, quando os moradores identificaram a importância da coleta seletiva, e a Coordenação do PIESC, através dos Professores Dr. Carlos Silva, Dra. Jamilly Musse e Dra. Clara Prada – iniciadores da proposta, convidaram o Ecobairro para colaborar nessa direção, e então o primeiro passo foi realizar um Seminário sobre o assunto. O Ecobairro convidou as principais organizações que têm estreita ligação com o tema para dar início a uma parceria conjunta, visando uma ação no bairro. O evento foi maravilhoso e a aliança foi feita.

As atividades
O Sr. Deibson Cavalcanti, da Secretaria Municipal de Serviços Públicos, abordou como funciona o sistema de coleta de resíduos na cidade e sobre o Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos que foi desenvolvido pela Prefeitura, e lembrou que a mesma já está viabilizando o Plano de Saneamento Básico que envolve água e esgoto. Falou também sobre a importância de um trabalho educativo para a polução melhor lidar com a coleta seletiva.

As Sras. Irandi Santos e Sara Nascimento, representantes da COOBAFS, fizeram uma oficina de seleção de resíduos e valores de cada item, de uma forma muito didática. Além disso, abordaram sobre como é possível implantar cooperativas nos bairros, se dispondo inclusive a viabilizar no bairro Papagaio, como ampliação das atividades da COOBAFS. A sra. Irani contou sua história de vida, que começou como catadora em lixões e hoje assume a presidência da Cooperativa de catadores sente-se muito honrada por tudo que construiu, graças a esta profissão, um relato que emocionou a todos.

O Sr. Sérgio Aras, representando a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais, abordou sobre a importância de conhecer a bacia hidrográfica que atende a região em que se pretende realizar a ação, que por sinal é a única que ainda não tem nenhum cuidado de saneamento básico.

A Sra. Milena Marinho e o Sr. Paullo Santos, representantes do Ecobairro, realizaram uma oficina de compostagem com resíduos orgânicos, como fruto de uma produção de saladas de frutas elaborada por alguns estudantes no momento, mostrando as diversas etapas da compostagem e os benefícios da mesma, uma vez que 50% dos resíduos em geral são orgânicos. Simultaneamente os estudantes fizeram a medição de pegada ecológica, avaliando sua relação com os resíduos. Além disso foram apresentados os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS – das Nações Unidas – conhecidos como a Agenda 2030, e as metas que serão cumpridas, considerando a implantação da coleta seletiva. Assim como foram mostrados os avanços da cidade, quando a Prefeitura está implantando um Comitê Municipal de Políticas Sustentáveis para cumprir a Agenda 2030.


“BaiRRRo” com 3 Rs
No final do evento foi proposta a união de todas as organizações ( Medicina UEFS + Ecobairro + COOBAFS + Secretarias Municipal de Serviços Públicos e do Meio Ambiente), para implantação de um Projeto Piloto,no Bairro do Papagaio inicialmente chamado: BaiRRRo com 3 Rs. Os R’s são os famosos R’s de Reciclar, Reusar e Reduzir, para que o bairro seja um modelo em coleta seletiva, levando em conta as condições sociais, ambientais e econômicas. Dessa forma cumpriremos mais uma meta dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – que é a de número 17 – Parcerias e Meios de Implementação da Agenda 2030, a começar por um bairro. Já ficou marcado um próximo encontro na sede da Associação de Moradores do Bairro Papagaio, para o desenvolvimento do plano estratégico de implementação do projeto.

Encerrou-se o encontro, num espírito de celebração com uma boa salada de frutas, que gerou resíduos para compostagem de imediato. Uma tarde muito especial, marcada pela esperança e a certeza de que unidos podemos cooperar por uma cidade sustentável e pacífica. Parabéns, futuros médicos, por incluírem em seus estudos a casa comum: a Terra, a começar pelo bairro, mostrando que vocês serão profissionais do futuro sustentável.

Por Redação do Viva Sustentável