Hoje concluímos o item JUSTIÇA SOCIAL E ECONÔMICA, abordando o décimo segundo princípio da Carta da Terra que diz:
12. Defender, sem discriminação, os direitos de todas as pessoas a um ambiente natural e social, capaz de assegurar a dignidade humana, a saúde corporal e o bem-estar espiritual, concedendo especial atenção aos direitos dos povos indígenas e minorias.
a. Eliminar a discriminação em todas suas formas, como as baseadas em raça, cor, gênero, orientação sexual, religião, idioma e origem nacional, étnica ou social.
b. Afirmar o direito dos povos indígenas à sua espiritualidade, conhecimentos, terras e recursos, assim como às suas práticas relacionadas a formas sustentáveis de vida.
c. Honrar e apoiar os jovens das nossas comunidades, habilitando-os a cumprir seu papel essencial na criação de sociedades sustentáveis.
d. Proteger e restaurar lugares notáveis pelo significado cultural e espiritual.

Inspirados no décimo segundo princípio da Carta da Terra, sugerimos algumas atitudes:
Ações em você
• Desenvolva em você um sentimento de respeito às diferenças culturais e valorize a natureza em seu convívio cotidiano, a qual lhe propicia saúde e bem-estar
• Pesquise sobre a cultura indígena e como você pode conviver com aspectos sustentáveis de seu estilo de vida. Alimente a dimensão sagrada que há dentro de você
Ações em sua casa
• Erradique dentro de sua família qualquer tipo de preconceito, seja cultural, racial, de gênero ou religioso
• Dê uma atenção especial às crianças e jovens para que eles possam optar por um estilo de vida que leve em conta a relação com a natureza, o bem-estar e a saúde, com uma vida simples, mas confortável.
Ações em seu quarteirão ou condomínio
• Converse com a vizinhança sobre a importância da valorização e respeito às diferenças culturais, raciais e religiosas para uma vida sustentável
• Verifique se há em sua vizinhança algum descendente indígena e resgate a cultura dos hábitos sustentáveis dessa comunidade que tem muito a nos ensinar.
Ações em seu bairro
• Dissemine em seu bairro, principalmente nas escolas, a importância do respeito pelas diferenças culturais, de raça, gênero e crença religiosa, que formam uma diversidade de flores no jardim da vida
• Realize um evento com os líderes de seu bairro sobre como defender, sem discriminação, os direitos de todas as pessoas a um ambiente natural e social, capaz de assegurar a dignidade humana, a saúde corporal e o bem-estar espiritual, concedendo especial atenção aos direitos dos povos indígenas e minorias.
Encerramos com uma frase inspiradora da Carta da Terra:
Para seguir adiante, devemos reconhecer que, no meio da uma magnífica diversidade de culturas e formas de vida, somos uma família humana e uma comunidade terrestre com um destino comum.”

Redação do Viva Sustentável