O Programa Ambientes Educadores Sustentáveis – PAES é uma iniciativa do ECOBAIRRO, que tem apoio institucional das Nações Unidas, e que tem por objetivo de cooperar com a rede de educação pública e privada na implantação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS, conhecidos como a Agenda 2030, que foram aprovados em setembro de 2015, na Assembléia das Nações Unidas, por 193 países, incluindo o Brasil. Esta Agenda, na meta de número 4, que trata de Educação de Qualidade, no item de número 4.7, é solicitado aos países que até 2030 os estudantes vivam a Educação para o Desenvolvimento Sustentável.
LOGO PAES - PNG BAIXA
A Educação para o Desenvolvimento Sustentável, em síntese, busca gerar o equilíbrio das necessidades sociais, com as ambientais e econômicas, para criar hábitos e estilos de vida sustentáveis, através de uma cultura de paz.
O Desenvolvimento Sustentável não é moda, é uma necessidade, pois a humanidade vive uma crise sem precedentes nas dimensões sociais, ambientais e econômicas. Muita gente imagina que a sustentabilidade só diz respeito ao meio ambiente; sem dúvida foi a crise ambiental que provocou a necessidade da sustentabilidade, mas com a destruição dos recursos renováveis, o impacto das mudanças climáticas e outros fatores, a humanidade compreendeu que isso tudo é efeito dos desequilíbrios sociais com os econômicos.

A CRISE ECONÔMICA
Não precisamos falar muito sobre a crise econômica que estamos vivendo no Brasil, pois estamos sentindo na pele os efeitos colaterais do modelo econômico insustentável, que está pondo em risco as relações humanas, gerando desemprego e violência, alimentando a corrupção e ainda afetando os recursos naturais. Conforme estudo do Banco Mundial em 19/08/16, serão necessários 3 planetas para manter atual estilo de vida da humanidade até 2050, quando se prevê uma população global de 9,6 bilhões de habitantes. Portanto, são necessárias medidas urgentes para que possamos garantir a presença das futuras gerações que estão nas escolas; e nada como começar o exercício da economia sustentável pela solidariedade.

O Colégio Thaiane Pinheiro, situado no Conjunto João Paulo, aderiu ao PAES este ano e está implantando a BOLSA SOLIDÁRIA 2017, já em resposta a esse apelo de reformular o modelo econômico. Segundo estudiosos da economia sustentável, esta deve se regular pela solidariedade, quando quem pode pagar menos seja acolhido pela comunidade que dispõe dos recursos, gerando um equilíbrio no fluxo. Mas para isso é necessário que sejam cultivados valores que não têm preço nas relações, como a confiança e a honestidade. Assim, o Programa Bolsa Solidária 2017 se estrutura através de um edital que oferece as condições de participação, e aqui vamos identificar algumas:
• Um formulário é preenchido pelo responsável pela criança/jovem, contendo dados sociais, econômicos e ambientais, em caráter confidencial, acompanhado de comprovantes;
• É feito um acordo de confiança e honestidade, sob o risco de se perder o benefício concedido;
• O pagamento na data do vencimento é uma outra condição, caso contrário perde-se o benefício;
• O estudante é submetido a uma prova na qual terá que alcançar a média sete, mostrando que é dedicado aos estudos;
• Estudantes que já estudam no Colégio, assim como os novos estudantes que queiram ingressar, poderão se inscrever de forma gratuita;
• Existe uma quantidade de vagas definidas, para que o equilíbrio econômico seja garantido;
• Uma comissão fará análise de todos os dados, concedendo descontos de 10 a 50%.
• As inscrições estão abertas até o dia 05/09 e o Edital com todas as informações você tem acesso pelo link http://colegiothaianepinheiro.com.br/noticias/166/edital-programa-bolsa-solidra.html

Isso é só o começo, pois o Colégio está criando um plano econômico para que essa prática seja uma realidade também na abordagem educativa. Afinal, a futura geração precisa aprender a lidar com a economia, o meio ambiente e as questões sociais. Essa metodologia da Bolsa Solidária dá início a uma reflexão profunda de como é possível um novo modelo econômico: inclusivo, justo, solidário, ético e que busca um equilíbrio entre as necessidades sociais e ambientais. Portanto, uma economia sustentável que só se consolida com valores que não têm preço.
Parabéns ao Colégio Thaiane Pinheiro e sua comunidade escolar pela ousadia e inovação, saindo à frente pela educação em Feira de Santana que pavimenta caminhos para uma cidade sustentável, permitindo um acesso mais fácil à educação, porque educação não é custo e sim investimento para toda a vida. Mais informações acesse o site www.colegiothaianepinheiro.com.br

Redação do Viva Sustentável