Representantes de secretarias municipais e de diversos segmentos organizados da sociedade deram mais um passo visando a implantação do Comitê Municipal de Políticas Sustentáveis, criado no dia 5 deste mês, através de decreto baixado pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho. A reunião foi realizada no auditório da Faculdade Católica de Feira de Santana, no bairro Alto do Papagaio, na manhã desta sexta-feira, 17.

Sob a coordenação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Semmam), representada pelo secretário Maurício Carvalho, a comissão para implantação do Comitê Municipal de Políticas Sustentáveis, pioneiro na Bahia, também é formada por representantes da Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e Secretaria Municipal de Relações Interinstitucionais, esta última que esteve representada pelo secretário Sérgio Carneiro. Ainda presente o ex-secretário da Semmam, Roberto Tourinho.

O encontro é um dos eventos preparatórios para implantação do Comitê e conta também com a parceria da Faculdade Católica. E durante o evento contou também com a participação de Paulo Santos, coordenador do Eco Bairro em Feira de Santana, ONG que cuida das políticas públicas de sustentabilidade da cidade, e de mais dois palestrantes, Lara Freitas e Vitor Leon, ambos coordenadores do Eco Bairro em São Paulo e pioneiros na iniciativa.

O secretário municipal da Semmam, Maurício Carvalho, ressalta a importância da iniciativa para o desenvolvimento sustentável de Feira de Santana. “Temos que buscar o progresso e desenvolvimento da cidade, inclusive com a geração de emprego e renda, sem perder de foco que o município possa caminhar de forma dinâmica, tendo como grande desafio respeitar o meio ambiente, o saneamento e outros requisitos e sustentabilidade”, frisou.

Paulo Santos observou a existência de 17 metas a serem seguidas para o desenvolvimento do município, destacando que a 11ª meta se refere justamente às Cidades e Comunidades Sustentáveis. “Devemos nos organizar para não afetarmos o meio ambiente”, defendeu.

Fazendo uma dobradinha na apresentação, Lara e Vitor ressaltaram as experiências em São Paulo e também em outras partes do mundo, como em Time Square, em Nova York, nos Estados Unidos. “Não existe jeito certo de fazer a coisa, mas o jeito possível”, frisou Vitor.

Fonte: Prefeitura Municipal de Feira de Santana


comite(6)

 

comite(5)

 

comite(4)

 

comite(3)

 

comite(2)