ECOJOVENS – Construindo NOSSA FEIRA SUSTENTÁVEL

“Vamos precisar de todo mundo, um mais um é sempre mais que dois.
Para construir a vida nova, vamos precisar de muito amor.”
” Sal da Terra (Beto Guedes)”

eco2
Hasteamento da Bandeira da Paz e Cultura no Lançamento do Projeto Construindo Nossa Feira Sustentável e nascimento do Ecojovens na cidade

Apresentação

Esta iniciativa surge para atender a uma demanda de atuação do Ecobairro junto aos jovens, esse público que entendemos ser o grande gerador de mudanças na sociedade.

O Ecobairro, que traz em sua missão o fortalecimento dos vínculos afetivos com o lugar e o despertar do cuidado entre todos os seres, através da mudança de consciência no indivíduo, em sua casa, seu quarteirão ou condomínio, seu bairro, sua cidade, e o planeta, compreende a necessidade de trabalhar valores necessários ao desenvolvimento de sociedades sustentáveis, aliados à Cultura de Paz, com um trabalho que prima pelo protagonismo juvenil.

O jovem tem em sua essência a força e o poder de transformar o mundo. As grandes transformações vividas pela humanidade tiveram a participação ativa da juventude. Um exemplo aqui no Brasil são os caras pintadas, que saíram às ruas pela democracia, na década de noventa.

CICLO DA VIDA

Hoje o desafio mundial é a preservação da casa comum: o Planeta Terra. O apelo das Nações Unidas para a implantação de uma educação sustentável em função da crise ambiental apresentada ao mundo pelo efeito das Mudanças Climáticas, urge uma reformulação em todo sistema de educação. Precisamos harmonizar os interesses sociais com os econômicos e ambientais levando em conta as futuras gerações que já estão aqui: as crianças e os jovens.

eco3

Pensando nisso o Ecobairro vem trabalhando para preparar as crianças através da ECOINFÂNCIA, os jovens através dos ECOJOVENS e os idosos através da ECOMATURIDADE, que chamamos o ciclo da vida. Cada grupo desse tem uma necessidade e uma linguagem apropriada, e comunicar sobre um mundo sustentável e pacífico é um desafio na educação ampliada.

ESCALA DE TRANSFORMAÇÃO

A escala de transformação do Ecobairro é ousada, pois após as pessoas acessarem os conteúdos, elas são convidadas a aplicarem em si próprias, em sua casa, no quarteirão ou condomínio e no bairro. Não por um sistema linear, mas de forma simultânea. E no caso especial dos Ecojovens, que são estudantes, consideramos o ambiente escolar em seu processo de transformação, veja abaixo:

eco4

A educação sustentável visa a prática integrada do conhecimento, formando cidadãos conscientes das necessidades contemporâneas, para que eles possam melhorar o meio em que vivem, e sua sala de aula é a cidade, ou seja, o que eles aprendem no ambiente escolar e em sua casa deve refletir na cidade. Se a cidade não vai bem, é porque precisamos aprimorar a educação formal e não-formal e estas, unidas, devem encontrar caminhos para que a escola da vida seja sustentável e pacífica. Portanto, a educação sustentável pede que o conhecimento seja aplicado na velocidade da luz, preenchendo as necessidades da vida.

DNA PARA FORMAÇÃO DE SOCIEDADES SUSTENTÁVEIS

O Ecobairro, para consolidar as Sociedades Sustentáveis no eixo urbano, atua em 8 Núcleos que formam o DNA básico de sustentação. Tudo se encaixa nesses Núcleos que formam a semente da vida, veja abaixo:

eco5

TEMAS URGENTES DE ECOLOGIA

Diante da emergência da questão ambiental, realizamos ações a partir do Núcleo de Ecologia, com base na Carta Aberta do I Encontro Internacional de Ecobairros para uma Feira de Santana Sustentável e Pacífica, que são:
1. Biodiversidade
2. Água
3. Energia
4. Mobilidade Urbana
5. Resíduos/lixo
6. Ciclo dos Alimentos
7. Consumo Sustentável e
8. Cultura de Paz.

Com esses itens identificados começamos o movimento de fazer mudanças a partir dos ECOJOVENS, em sua casa, na escola e na cidade sem fronteiras.

QUANDO SURGIU OS ECOJOVENS EM FEIRA DE SANTANA

Quando o Ecobairro unido com o CETV – Colégio Estadual Teotônio Vilela implantou o Programa Semeando a Paz para o Cultivo de um Ambiente Sustentável em 21 de setembro de 2013, muitas ações e transformações intramuros começaram a acontecer no Colégio e foram tomando um corpo que começaram a extravasar para a cidade, como caminhadas sobre sustentabilidade e cultura de paz com outras escolas, eventos culturais e divulgações dos princípios de sustentabilidade e cultura de paz com as famílias.

O Ecobairro foi convidado através do Núcleo de Economia a apresentar um Projeto para a Prefeitura de Feira de Santana, e assim fizemos, e lançamos o Projeto Construindo NOSSA FEIRA SUSTENTÁVEL com o objetivo de tornar a cidade de Feira de Santana sustentável e pacífica. E no dia 15 de abril de 2015, no Parque Erivaldo Cerqueira, com a presença da Prefeitura, representada pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Naturais, lançamos o Projeto com os jovens dos Colégios: Estadual Teotônio Vilela, o Particular Thaiane Pinheiro e o da Prefeitura Lions Itapororocas, integrando ali a rede pública e privada, e a estadual com a municipal, mostrando que a educação é uma só e que todos devem se dedicar a construção de uma cidade sustentável, principalmente as crianças e os jovens. Um marco histórico, e, na união dessas escolas, identificamos como o início dos Ecojovens em Feira de Santana, precisamente o dia 15 de abril de 2015, data essa que inspirou a criação da Lei do Dia Municipal da Preservação e Proteção do Patrimônio Natural e Cultural da Cidade de Feira de Santana.

OBJETIVOS

• Praticar os princípios do Ecobairro em consonância com as Nações Unidas para um mundo sustentável e pacífico a partir da EDUCAÇÃO
• Oportunizar aos jovens ser agentes de transformação em sua casa e em sua escola
• Unir os jovens para cooperarem no Projeto Construindo NOSSA FEIRA SUSTENTÁVEL, oportunizando a eles o protagonismo em ações de Sustentabilidade e Cultura de Paz na escala de transformação do ECOBAIRRO (individuo, casa, escola, quarteirão ou condomínio, bairro e cidade)

AÇÕES
• Realizar Encontros, palestras, seminários, oficinas, conferências para formação de protagonistas Ecojovens
• Desenvolver atividades que promovam a sustentabilidade e a cultura de paz em suas casas e escolas
• Cooperar com iniciativas afins no setor público e privada
• Realizar e participar de campanhas de conscientização sobre a preservação do meio ambiente e a Cultura de Paz

METODOLOGIA

• Pedagogia da Mãe
A pedagogia da mãe, trazida pelo Ecobairro, propõe o acolhimento de todas as metodologias de educação e estimula a criação de novas metodologias, que possam gerar uma educação sustentável e pacífica.

CRONOGRAMA E PERÍODO DE REALIZAÇÃO

Flexível, e adaptado às necessidades do grupo envolvido.

eco6

eco7

eco8
Evento Sociedade em Ação com participação dos Ecojovens do CETV em 14 de setembro de 2015 – na Av. Getúlio Vargas – Feira de Santana, promovido pela Rádio Sociedade – Medição de Pegada Ecológica

Se você quer participar, ou sua escola, envie uma mensagem para feiradesantana@ecobairro.org.br

Veja a expansão dos Ecojovens para outras cidades da Bahia no link: http://vivasustentavel.eco.br/evento-reune-jovens-de-7-cidades-em-feira-de-santana-e-ecobairro-expande-o-movimento-ecojovens-na-bahia/

Acesse o Guia Sementes para um Bairro Sustentável e Pacífico em nosso site.

Redação Viva Sustentável