Hoje, 23 de setembro, começa oficialmente a primavera. Neste dia, ocorre o segundo equinócio do ano, quando o dia e a noite têm a mesma duração. Em setembro, o Sol chega à Linha do Equador, indo de norte para sul – o que marca o equinócio de primavera no Hemisfério Sul e de outono no Hemisfério Norte. Os dados são do Observatório Nacional.

Ainda segundo o Observatório Nacional, com a chegada da nova estação, os dias ficarão cada vez maiores e as noites cada vez menores, até o solstício que marca a entrada do verão, no dia 22 de dezembro, quando ocorre o maior dia e a menor noite do ano. A partir daí, acontece o inverso: os dias vão ficando cada vez menores até que, no equinócio de outono, novamente o dia e a noite estarão com o mesmo comprimento. Depois, os dias continuam ficando menores e as noites maiores até que, no solstício de inverno, é registrado o menor dia e a maior noite do ano.

A primavera é a estação do ano que é marcada pelo desabrochar das flores, com suas cores, formas e perfumes. Todo esse cenário inspira alegria e beleza em nós, em nossas casas, em praças e jardins, na cidade. A arte registra belos momentos inspirados na estação das flores, como este poema do grande Mário Quintana:

Canção da Primavera
(Para Érico Veríssimo)

Primavera cruza o rio
Cruza o sonho que tu sonhas.
Na cidade adormecida
Primavera vem chegando.

Catavento enloqueceu,
Ficou girando, girando.
Em torno do catavento
Dancemos todos em bando.

Dancemos todos, dancemos,
Amadas, Mortos, Amigos,
Dancemos todos até

Não mais saber-se o motivo…
Até que as paineiras tenham
Por sobre os muros florido!

Mario Quintana; Canções, 1946

"Jarra com Margaridas e Papoilas " de Vicente van Gogh - 1890

“Jarra com Margaridas e Papoilas ” de Vicente van Gogh – 1890

Redação Viva Sustentavel