Mundialmente conhecida pela diversidade cultural, a Bahia passou a contar com uma nova maneira de intensificar as produções artístico-culturais em seu território. Na manhã desta terça-feira (1º), o governador Rui Costa lançou, no Palácio Rio Branco, em Salvador, o edital de dinamização em espaços culturais. Pessoas físicas e jurídicas de todo o estado vão ter até o dia 30 de setembro para inscrever projetos de qualquer segmento cultural para concorrer no certame. O investimento será de R$ 15 milhões, sendo o teto de apoio por proposta de R$ 150 mil.
O recurso anunciado no edital Agitação Cultural é proveniente do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA), mecanismo de fomento gerido pelas secretarias estaduais da Cultura (Secult) e da Fazenda (Sefaz). Cada projeto selecionado deve ser realizado de janeiro a julho de 2016, período em que o calendário baiano engloba grandes eventos na capital e no interior, a exemplo do Carnaval e outras festas populares.

“A Bahia é rica em diversidade cultural. É referência no país inteiro. Nós temos que dar espaço às artes e culturas, para sermos visitados mais e mais, e gerar empregos através da arte e da cultura. Elas são alimento da alma e vetor de desenvolvimento econômico”, ressalta Rui Costa.

Incentivo 

Um dos objetivos da seleção é contribuir para manter a vivacidade cultural e incentivar a utilização mais intensa dos espaços culturais do estado. O investimento é dez vezes superior ao destinado ao edital Dinamização de Espaços Culturais do ano passado. Para a publicação de 2015, a novidade é que a quantia por projeto será entregue em parcela única, após assinatura do Temo de Acordo e Compromisso (TAC).

“Você democratiza mais ainda o acesso à cultura com editais como este. Faz chegar [a cultura]. Na Bahia há lugares onde não chega facilmente, mas o olhar deve ser para todos. O Governo do Estado, por meio da Secult, tem investido na arte, nos artistas e, consequentemente, proporciona maravilhas para a população em geral”, destaca o secretário estadual de Cultura, Jorge Portugal.

Inscrições

Por meio do Agitação Cultural, o Governo do Estado estimula a utilização de espaços convencionais – como teatro, arquivo público ou biblioteca – e anticonvencionais do território baiano, a exemplo de uma praça com pouca movimentação, para a realização de eventos. No mínimo, 100 projetos devem ser contemplados pelo edital.
“A cultura anda lado a lado com a educação e a segurança. Com o edital, tudo isso vai ser potencializado. Para o artista também abre muitas portas. Imagina só ter a oportunidade de levar a cultura para lugares apagados da Bahia. Isso vai ser maravilhoso”, destaca o músico Haroldo Macedo.  As inscrições podem ser feitas a partir desta quarta-feira (2), por meio do site da Secretaria de Cultura e pelo Sistema de Informações e Indicadores em Cultura (SIIC).
Fonte: Portal do Governo do Estado