Vamos escolher comida de verdade? Esse foi o nome de uma roda de conversa que aconteceu no fim da tarde desta quarta-feira (4), no auditório do Centro de Convenções Ulisses Guimarães, em Brasília, onde desde a última terça-feira acontece a 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. O lema é ” comida de verdade no campo e na cidade – por direitos e soberania alimentar”.

Em meio à troca de ideias e experiências, um chamado à atenção de toda a população brasileira para o decreto que a presidenta Dilma Rousseff assinou durante a cerimônia de abertura da conferência. O decreto veta todo e qualquer tipo de propaganda de leites artificiais, mamadeiras, papinhas, fórmulas, produtos farináceos e chupetas em veículos de comunicação.

A medida visa reduzir o uso de produtos comerciais na amamentação e assegurar, ao mesmo tempo, a utilização adequada de produtos direcionados a crianças até 3 anos de idade. Em alto e bom som, os participantes foram unânimes em aplaudir a medida, que contempla um princípio que orienta a 5ª Conferência: comida de verdade no campo e na cidade.

E é lógico que a primeira comida de verdade que a gente tem na vida é o leite materno. A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, que também participou da roda de conversa, fez questão de ressaltar a importância do decreto que veta propaganda de leites artificiais e papinhas, além de estimular a prática do aleitamento pelas mães brasileiras.

Fonte: Agência Brasil