Na manhã de hoje, 09/03/20, no Auditório lotado em maior parte por homens da Faculdade Católica de Feira de Santana, nasceu o Movimento Homens pela Paz: por violência zero contra as mulheres, uma iniciativa da Faculdade Católica de Feira de Santana e o Instituto Ecobairro Brasil.

Essa iniciativa é fruto do Programa Nossa Faculdade Sustentável, que visa o cumprimento da Agenda 2030 das Nações Unidas, e um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável de número 5 é a IGUALDADE DE GÊNEROS: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.


A Delegada da Mulher em Feira de Santana – Dra. Edileusa Ramos, apresentou os dados estatísticos da violência contra mulher na cidade para que os homens possam criar ações de como ajudar na erradicação da violência. E concluiu sua apresentação dizendo: “Feliz com a iniciativa, e acreditando muito nos resultados positivos dessa nova abordagem.”


O Vereador Roberto Tourinho – autor da Lei Setembro Colorido da Paz, representando a área Política, deu um panorama da violência na cidade e seus possíveis motivos e desejou “que nas próximas eleições possamos ter, quem sabe, a Câmara de Vereadores com 50% de mulheres como vereadoras”.


O Padre Jair Carneiro, trouxe a importância da Espiritualidade para entendermos e sabermos melhor lidar com esse tema. E comentou após o evento: “iniciativa linda, construindo caminhos formando redes de vida”.


O Elsimar Pondé abordou sobre a responsabilidade da área de Comunicação para combater a violência contra mulher, “afinal os veículos de comunicação são formadores de opinião” afirmou Pondé.


Asa Filho, através de cantos, envolveu toda a platéia tocando no fundo coração de todos e mostrou com a Cultura é um grande agente da cultura de paz.


O Gesner Brehmer, apresentou dados da Economia e como ainda as mulheres não tem os mesmos benefícios que os homens, e como precisamos observar atentamente o que precisa ser feito em cada atitude nessa área para não sermos violentos contra as mulheres. E considerou ao concluir o evento: “Gratidão pela experiência e pela oportunidade de aprender com tanta diversidade. Fico feliz em poder participar e contribuir pra este evento tão bonito.”


O Sérgio Aras, trouxe a voz da Ecologia e de como precisamos no meio dessa violência cuidarmos também do meio-ambiente, e conclamou: “Feira de Santana, Nasceu Ambiental 188 Anos depois temos que trazer de volta os Tropeiros neste sentido precisamos de: PAZ SOCIAL…PRESERVAÇÃO DAS ÁGUAS…DAS ÁRVORES PARA TODOS…”.


O Psicólogo André Costa, deu uma aula sobre os diversos aspectos dos que cometem a violência e os que são vítimas dela, existindo uma correlação entre ambos, portanto é necessário no campo da Saúde tratarmos os homens e as mulheres. Comentou sobre a participação no evento: “Participar deste projeto significa iniciar uma trajetória de esperança e fé.”.


E para encerrar, com o Professor Marcio d´Oliveira, ele abordou de como precisamos conhecer até palavras históricas que nasceram dentro do contexto da violência, a exemplo da ‘mandioca’, e enfatizou a importância de Paulo Freire na Educação. E ao encerrar o evento avaliou: “Bem-aventurados/as os/as buscadore(a)s da erradicação da violência contra mulher!”.

A plateia fez perguntas e num clima de Roda de Conversa o evento encerrou com as mulheres sentadas nas cadeiras dos homens que expuseram suas ideias, num gesto de cavalheirismo, o primeiro passo da valorização da mulher a partir do homem.

Um evento inesquecível e histórico, em que os HOMENS PELA PAZ, pede perdão às MULHERES por todos os tipos de violência que cometeram até aqui e numa busca de que a violência contra a mulher encerre-se a partir de agora, afinal a proposta de enxergarmos a questão de forma ampliada e buscando sua causa para ações de erradicação dessa patologia social, a violência, principalmente entre homens e mulheres que deveriam viver em paz.

Homens pela Paz promete e vamos torcer pelo êxito desse Movimento que começou com muito entusiasmo e possibilidades de mudança a partir dos homens.

Parabéns a todos os Homens pela Paz pela iniciativa e às Mulheres pela Paz que participaram desse evento, representadas pela Delegada Dra. Edileusa, afinal a Delegacia da Mulher é a instituição que trata da violência da mulher 24 horas por dia em nossa cidade, que a paz vença!!!

Por: Redação do Viva Sustentável