As secretarias e autarquias do Governo Municipal de Feira de Santana vão implantar coleta seletiva para os resíduos produzidos em suas próprias instalações. O projeto piloto foi apresentado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Semmam), na manhã desta terça-feira, 29, durante reunião do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Condema).

Os detalhes do projeto foram apresentados pela bacharelanda em Ciências Biológicas na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e estagiária da Semmam, Emanuelle Eugênia Villas Boas, durante reunião no auditório do Hotel Acalanto. Além de tipificar os resíduos que podem ser reciclados, também informou sobre o processo e as vantagens para a preservação do meio ambiente.

O secretário da Semmam, Roberto Tourinho, observou que a iniciativa resulta em redução dos custos para tratamento dos resíduos sólidos recolhidos das secretarias municipais que adotarem a coleta seletiva. “Esta é a política ambiental recomendável. E o que for selecionado poderá ser encaminhado para entidades ou cooperativas que reciclem os resíduos, o que trará bons resultados para toda a sociedade”.

Na Semmam, conforme o secretário Roberto Tourinho, a coleta seletiva já vem sendo praticada e implementada. “Agora pretendemos que o projeto seja adotado também por outras secretarias municipais. E é justamente por isso que estão aqui presentes representantes das secretarias de Comunicação Social, de Educação, de Serviços Públicos, de Saúde, de Planejamento, de Desenvolvimento Urbano e de Agricultura”, destacou.